estudar para vencer

Sobre o Grupo de Pesquisa

O Grupo de Estudo e Pesquisa de Educação em Ciências em Espaços Não Formais -GEPECENF, esta vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação e Ensino de Ciências na Amazônia da Universidade do Estado do Amazonas-UEA, situado na Escola Normal Superior, Manaus-AM. Propõe-se a estudar e investigar temáticas em Educação e Ensin de Ciências no contexto amazônico com delimitação para as possibilidades do uso de Espaços não Formais; refletindo sobre o uso destes espaços e estudando suas relações com os ambientes educativos formais, por meio das discussões metodológicas educacionais numa realidade complexa da formação crítica do ser humano num contexto global, e problematizando essas temáticas por meio de produção de conhecimentos e materiais vinculadas as mesmas. Os Espaços não Formais são fontes de diversidade de conteúdos para a Educação em Ciências nas formas da Educação Formal, Informal e Não Formal, desta forma é importante conhecer estes espaços e estudar as possibilidades didáticas da integração destas formas de Educação. A região amazônica onde o grupo desenvolve suas atividades possui uma grande diversidade de ambientes para o Ensino de Ciências Naturais (Biologia, Química, Física, Geologia, entre outras ciências). Estes espaços fora da sala de aula conhecidos como Espaços Não Formais ocorrem em ambientes urbanos e rurais, como capital e no interior do Estado, e são foco permanente de estudo para os integrantes do grupo.

Líder do Grupo: Dr. Augusto Fachín Terán (fachinteran@yahoo.com.br)

 

LINHAS DE PESQUISA

Educação em Ciências em Espaços não Formais

Propõe-se a estudar e investigar temáticas no Ensino de Ciências no contexto amazônico com delimitação para as possibilidades do uso de Espaços não Formais; refletindo sobre o uso destes espaços e estudando suas relações com os ambientes educativos formais, por meio de discussões metodológicas educacionais numa realidade complexa da formação crítica do ser humano num contexto global.

Educação em Ciências e Divulgação Cientifica

Analisa os impactos da divulgação do conhecimento científico construído a partir dos espaços não formais, na condição de foco investigativo, dentre eles a mídia, os museus, as mostras de ciência e tecnologia, etc.

Educação em Saúde, Meio Ambiente e Ciências

Objetiva desenvolver pesquisas a partir de processos educacionais sobre educação para o meio ambiente, saúde e ciências, tomando como referencial, tanto o proposto em currículos, programas e projetos educacionais, quanto aos resultados decorrentes de suas aplicações, considerando como referências norteadoras as temáticas contemporâneas das ciências para efeito de proposição e adoção de medidas transformadoras do ensino.

Ensino de Ciências, suas Metodologias e Tecnologias

Esta linha objetiva o desenvolvimento de pesquisas sobre alternativas metodológicas e Tecnológicas, para a melhoria dos processos educacionais em Educação e Ensino de Ciências  em espaços educativos amazônicos.

 

COMO PARTICIPAR

Frequentando as reuniões mensais onde são apresentados:

-        As produções cientificas dos integrantes do grupo,

-        Estudo de temas sobre Educação e Ensino de Ciências;

-        Prévias de Exames de Qualificação e Dissertações;

-        Palestras

 

QUEM PODE PARTICIPAR

-        Alunos de Graduação, Pós-Graduação e Professores do Ensino Básico.

 

LIVROS PRODUZIDOS

O grupo já produziu 12 obras:  O uso de espaços não formais como estratégia para o ensino de ciências (2010); Elementos da Floresta: recursos didáticos para o ensino de ciências na área rural amazônica (2010); Novas perspectivas de ensino de ciências em espaços não formais Amazônicos (2013); Ensino de Ciências em Espaços Não Formais (2014); Ensino de ciências em espaços educativos: conservação dos recursos hídricos. (2013); Guia de Visitas a Espaços Não Formais Amazônicos (2014); O Potencial Pedagógico dos Espaços Não Formais da Cidade de Manaus (2014); O processo de aprendizagem das crianças por meio da música e elementos sonoros em espaços educativos (2015); Alfabetização ecológica em espaços educativos utilizando o tema da água (2015); Educação Científica Utilizando o Tema dos Quelônios Amazônicos (2015); Os espaços educativos e a alfabetização científica no ensino fundamental (2015); Temas sobre ensino de ciências em espaços não formais: avanços e perspectivas (2016).

 

ORIENTAÇÃO DE PROJETOS DE DISSERTAÇÃO EM ANDAMENTO

ANA PAULA MELO FONSECA. Mestranda: Diálogo de saberes no ensino de ciências em duas escolas ribeirinhas utilizando o tema dos quelônios. Início: 2017. Mestranda UEA – orientador: Augusto Fachín Terán.

GELCIMARA DE LIMA NOBRE. Mestranda: A percepção ambiental em duas turmas do sétimo ano do ensino fundamental usando os quelônios amazônicos. Início: 2017. Mestranda EA – orientador: Augusto Fachín Terán.

SILVIA ALVES DE SOUZA. Mestranda: Indicadores de alfabetização ecológica na educação infantil com o tema troca de nutrientes do solo, usando-se as formigas cortadoras. Início: 2016. Mestranda UEA – orientador: Augusto Fachín Terán.

PRISCILA EDUARDA DESSIMONI MORHY. Mestranda: O sentimento de pertença nas crianças da educação infantil em relação à água nos espaços educativos. Início: 2016. Mestranda UEA – orientador: Augusto Fachín Terán.

 

PROJETO DE PESQUISA EM ANDAMENTO

EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS EM ESPAÇOS NÃO FORMAIS: abordagens científica e educacionais, utilizadas na práxis educativa. Inicio 2016. Dr. Augusto Fachín Terán.

 

Publicações sobre Ensino de Ciências

ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA

    2016_PROCESSOS DE ALFABETIZAÇAO CÍENTÍFICA NO ENSINO FUNDAMENTAL Maria das Graças Alves Cascais; Augusto Fachín Terán. Em: Augusto Fachín Terán; Saulo Cezar Seiffert Santos (Org.). Temas sobre ensino de ciências em espaços não formais: avanços e perspectivas. Manaus: UEA Edições,...

ALFABETIZAÇÃO ECOLÓGICA

2017_ALFABETIZAÇÃO ECOLÓGICA COM CRIANÇAS DA PRÉ-ESCOLA Ecological literacy with children of pre-school Raimundo Nonato Brilhante de Alencar; Augusto Fachín Terán   2016 ALFABETIZAÇÃO ECOLÓGICA E SUA IMPORTÂNCIA PARA A AMAZÔNIA Ecological literacy and its importance for the Amazon Agda...

ANALOGIAS E METAFORAS

  2013_ANALOGIAS E METÁFORAS POR PROFESSORES DE CIÊNCIAS DE ESCOLAS MUNICIPAIS DE MANAUS-AM, BRASIL ANALOGIAS E METÁFORAS POR PROFESSORES DE CIÊNCIAS DE ESCOLAS MUNICIPAIS DE MANAUS-AM, BRASIL Analogies and Metaphors for Science Teacher of Schools in Manaus-AM, Brazil Saulo Cézar Seiffert...

APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA

2015_Aprendizagem em espaços não formais: didática, aprendizagem e epistemologia Aprendizagem em espaços não formais: didática, aprendizagem e epistemologia Learning space no formal: teaching, learning and epistemology Marco Aurélio Nicolato Peixoto; Augusto Fachín Terán; Ierecê dos Santos...

DISSERTAÇÕES

  2017 O ESTUDO DA CADEIA ALIMENTAR COMO FACILITADOR DA ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA EM CRIANÇAS DO 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Lívia Amanda Andrade De Aguiar   2016 A “lagoa azul” como espaço educativo não formal para alfabetização ecológica de estudantes das séries iniciais no município de...

DIVULGAÇÃO CIENTIFICA

2016 MUSEU AMAZÔNICO: UM ESPAÇO EDUCATIVO PARA A DIVULGAÇÃO CIENTIFICA COM CRIANÇAS Alexandra Nascimento de Andrade; Elder Tânio Gomes de Almeida; Adana Teixeira Gonzaga; Silvia Alves de Souza; Priscila Eduarda Dessimoni Morhy; Augusto Fachín Terán   2016_A produçao escrita dos estudantes...

DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA & LENTES DO COTIDIANO

2015_ Autorreferência narcísica Crônica 29 – Autorreferência narcísica Ierecê Barbosa   2015_ Não deixe que lhe tire até o seu cachorro-quente Crônica 28 – Não deixe que lhe tire até o seu cachorro-quente Ierecê Barbosa   2015_ Conversa para “boi dormir” Crônica 27 – Conversa para “boi...

EDUCAÇÃO

2016 ANÁLISE DAS DIFICULDADES DOS ALUNOS ACERCA DAS CROMOSSOMOPATIAS: UMA ABORDAGEM BASEADA NA METODOLOGIA DA TEORIA FUNDAMENTADA Analysis of difficulties of students about the chromosomopathies: an approach based on the grounded theory methodology Andreza Rayane Holanda Reis; Cirlande Cabral da...

EDUCAÇÃO CIENTIFICA

2016 EDUCAÇÃO CIENTÍFICA: O DESAFIO DE ENSINAR CIENTIFICAMENTE NO CONTEXTO EDUCACIONAL INFANTIL Science Education: the challenge of teaching scientifically in Child Educational Context Francisca Keila De Freitas Amoedo; Hugo Levy Da Silva De Melo; Simone Cavalcante Moda; Augusto Fachín Terán; José...

EDUCAÇÃO INFANTIL

  2017_Neurociência cognitiva e educação  infantil: possibilidades de aprendizado. Clorijava de Oliveira Santiago Júnio, Ierecê dos Santos Babrosa   2015_A alfabetização científica na educação infantil: Possibilidades de integração Erick Rodrigo Santos Almeida, Augusto Fachín...

Pesquisar no site

Contato

Ensino de ciências

Novidades

20/09/2017 15:21

III CICLO DE CONFERÊNCIAS SOBRE ENSINO DE CIÊNCIAS NA AMAZÔNIA

Convidamos a participar do “III Ciclo de Palestras sobre Ensino de Ciências na Amazônia”, organizado pelo Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação e Ensino de Ciências em Espaços Não Formais (GEPECENF) e pelo Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação em Ciências (GEPEC), com sede em Parintins. O evento...
20/09/2017 05:03

MESTRADO ACADÊMICO DE ENSINO DE CIÊNCIAS DA UEA É AVALIADO COM NOTA CINCO

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) divulgou nesta quarta-feira, 20/09, os resultados da avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu em funcionamento no Sistema Nacional de Pós-Graduação (SNPG). Após a etapa de análise pelas comissões de área de...
18/07/2017 04:20

CICLO DE PALESTRAS SOBRE ENSINO DE CIÊNCIAS NA AMAZÔNIA

Convidamos a participar do “Ciclo de Palestras sobre Ensino de Ciências na Amazônia”, organizado pelo Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação e Ensino de Ciências em Espaços Não Formais (GEPENCEF), da Universidade do Estado do Amazonas. O evento será realizado 2ª feira 04 de setembro de 2017, no...
06/07/2017 10:36

CARTA DE AGRADECIMENTO AOS REVISORES DA REVISTA ARETÉ

Prezados revisores, comunico que a partir do dia 5 de julho de 2017, fica responsável pela Direção da Revista Areté a professora Dra. Evelyn Lauria Noronha. Quero expressar a todos os revisores, minha total gratidão pela participação ativa durante o período 2011 a 2017, gestão de minha...